Abandono.
Aprendi a conviver com o abandono.
Menti pra mim mesma,
dizer que ia ficar tudo bem.
Aprendi que o espelho, podia ser outro alguém.
Não queria amar.
Me entregar jamais.
Mas nunca imaginei,
Ou esperei sequer.
Que um dia ouviria,
Da boca,
Daquela boca.
Que eu era apenas um fardo, incapaz.